quinta-feira, 30 outubro 2014

14 - O Símbolo da Enfermagem

in

Resolução COFEN-218 

O Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), no uso de suas atribuições legais estatutárias; Considerando os estudos e subsídios contidos no PAD-COFEN No 50/98, sobre “padronização de juramento, pedra, cor e símbolos a serem utilizados nas solenidades de formaturas ou representativas da profissão”, pelo Grupo de Trabalho constituído através da Portaria COREN-49/98; 
 
Considerando as diversas consultas sobre o tema, que constantemente são efetuadas; 
 
Considerando inexistir legislação, normatizando a matéria; 
 
Considerando deliberação do Plenário em sua Reunião Ordinária de no 273, realizada em 28.04.99. 
Resolve: 
Art 1o - Aprovar o regulamento anexo que dispõe sobre juramento a ser proferido nas solenidades de formatura dos cursos de Enfermagem, bem como a pedra, a cor e o brasão ou marca que representará a Enfermagem, em anéis e outros acessórios que venham a ser utilizados em nome da profissão. 
 
Art 2o - Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. 
Rio de Janeiro, 09 de julho de 1999. 
Hortência Maria de Santana COREN-SE No 28.275 
Nelson da Silva Parreiras COREN-GO No 19.377 
Primeiro-secretário 
 
Regulamento aprovado pela Resolução 280/00 I – Simbologia Aplicada à Enfermagem 

Os significados dados aos símbolos utilizados na Enfermagem, são os seguintes:

Lâmpada: caminho, ambiente 
Cobra: magia, alquimia Cobra + cruz: ciência 
Seringa: técnica Cor verde: paz, tranqüilidade, cura, saúde 
Pedra símbolo da Enfermagem: esmeralda 
Cor que representa a Enfermagem: verde esmeralda 
 
Símbolo: lâmpada, conforme modelo apresentado. Brasão ou marca de anéis ou acessórios: 
 
Enfermeiro: lâmpada e cobra + cruz 
Técnico e Auxiliar de Enfermagem: lâmpada e seringa II 

Juramento

Solenemente, na presença de Deus e desta assembléia, juro: Dedicar minha vida profissional a serviço da humanidade, respeitando a dignidade e os direitos da pessoa humana, exercendo a Enfermagem com consciência e fidelidade; guardar os segredos que me forem confiados; respeitar o ser humano desde a concepção até depois da morte; não praticar atos que coloquem em risco a integridade física ou psíquica do ser humano; atuar junto à equipe de saúde para o alcance da melhoria do nível de vida da população; manter elevados os ideais de minha profissão, obedecendo os preceitos da ética, da legalidade e da mora, honrando seu prestígio e suas tradições”.